quarta-feira, 24 de outubro de 2012

just keep following the heartlines in your hand

Aqui é sempre um dia chuvoso. Aqui nao se quer mais ser exposto nem se falar em primeira pessoa. Aqui ja nao se soltam livremente os pensamentos livres sem medo. Aqui se tem medo. Aqui ja nao mais se encontra. Aqui ja se modificou, morfou, mofou. Aqui se seguem as linhas da mao. Aqui ja passou da hora, esta atrasado. Por que é mais facil falar de dor e medo do que descoberta, liberacao e alegria?

Aqui mora a nostalgia, meu amigo.

Um comentário:

Gabi disse...

Nosso amigo Lynch diz que é preciso tomar uma distância do sofrimento para produzir idéias... Mas também acho muito mais fácil encontrá-las no olho dos furacões...